Sob o “manto sagrado” da Copa tenta-se enganar uma nação verde e amarelo.

Sob o “manto sagrado” da Copa tenta-se enganar uma nação verde e amarelo.

Estamos correndo um grande e perigoso risco. Aproveitando-se da “narcose” popular produzida pelos jogos da Copa, políticos corruptos, que em breve passarão pelo crivo das urnas, tentarão destruir a Operação Lava Jato.

Não bastasse isso, mais uma vez, será analisado o pedido de liberdade do maior ladrão da história brasileira. No próximo dia 25/06, será novamente julgado pela segunda turma do STF, o pedido de liberdade de Lula. Um grupo de ministros, a maioria indicado pelo partido socialista ao qual pertence o famoso larápio, tentará legitimar o golpe.

Que absurdo é esse? Quantas análises e julgamentos necessitarão ser realizados para se legitimar está farsa contra a nação e a democracia brasileira?

A ditadura do poder judiciário está cada dia mais evidente. Quando não se tomam atitudes monocráticas, que visam beneficiar poderosos marginais endinheirados, tenta-se enganar a sociedade, com julgamentos falaciosos com cartas marcadas.

Os condenados geralmente são beneficiados por um grupo de magistrados afinados ideologicamente, que para legitimar a farsa, geralmente produzem um placar favorável, geralmente bem apertado, ao réu. Um voto de diferença é o recomendado.

A nação brasileira não pode se deixar enganar mais uma vez, precisamos reagir à altura a estas atitudes obscenas. Estamos correndo um grande risco. Cada dia a Venezuela está mais perto de todos nós.
A água que cozinha o sapo distraído acaba de aumentar um pouquinho mais a sua temperatura.

A imprensa e os meios de comunicação de massa, colaboram com este projeto macabro entupindo a mente de nossa sociedade com esse anestésico chamado futebol. Programas ridículos exibidos até altas horas da noite impede que o cidadão tenha acesso às poucas informações que deixam chegar aqueles que não usufruem dos canais de TV por assinatura.

A arapuca já esta armada, só está faltando agora, que o “inocente canarinho amarelo” seja arrastado para a fatal armadilha que destruirá o seu futuro, acabando com a sua tão sonhada liberdade.

Que tal aproveitarmos que já estamos todos travestidos de patrióticos cidadãos verde e amarelo e invadirmos Brasília, com o valoroso objetivo de exigirmos que a verdadeira Justiça, com “J” maiúsculo, seja feita?

Roberto Corrêa Ribeiro de Oliveira .

Add Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *